Extrabom Supermercados Extrabom Supermercados Ir para o ecommerce
Alimentação

Arroz é alimento saudável

10 de setembro de 2019

Segundo alimento mais consumido no mundo, sendo o terceiro cereal mais produzido em todo o globo –  perdendo apenas para o milho e para o trigo – o arroz é rico em carboidratos. Mas ele tem outras propriedades.

Apesar de algumas dietas restringirem a ingestão do arroz, por conta dos carboidratos,    este cereal tem como principal benefício para a saúde o fornecimento de energia, além de aminoácidos, vitaminas e minerais essenciais ao organismo.

Seu cultivo é tão antigo quanto a própria civilização. Por isso, a origem do arroz ainda é motivo de muitas controvérsias, apesar de evidências apontarem a Ásia, mais especificamente a China, como o local de início do plantio.

O arroz, quando combinado com leguminosas como feijão, lentilhas ou ervilhas, nos fornece proteínas completas para o organismo. Elas são extremamente importantes para construção dos tecidos do nosso organismo, e, também, ajudam a reforçar a imunidade e a manutenção de nossas células.

Preocupados com a saúde, o bem-estar físico e mental, as pessoas têm optado por uma alimentação saudável e nutritiva. Por isso mesmo, atualmente, o arroz integral tem feito parte, cada vez mais, do cardápio tradicional da mesa dos brasileiros.

Os grãos integrais são ótimos acompanhantes de vários tipos de pratos, além de combinar muito bem com o feijão. Eles também podem ser utilizados como ingredientes de saladas e de tantas outras receitas clássicas, feitas com outros tipos de arroz, como sushis, bolinhos, risotos, doces, entre outros

A camada externa do arroz integral, além de conter lipídeos e proteínas, também é rica em vitaminas, minerais e fibras solúveis e insolúveis. Ele ainda é rico em fibras solúveis e insolúveis, o que ajuda no funcionamento e na proteção intestinal.

Além de ajudar no funcionamento do intestino, suas fibras também promovem uma sensação de saciedade, o que, para quem é adepto de dietas, ajuda bastante. Vale ressaltar que o arroz integral também apresenta quantidades significativas de magnésio. Este mineral ajuda a regular o ritmo cardíaco, a inibir a agregação das plaquetas e a relaxar o músculo liso dos vasos sanguíneos.

A pectina, fibra solúvel do arroz integral, também ajuda a reduzir outro fator de risco para o desenvolvimento de doenças cardiovasculares: o colesterol.

O arroz integral também ajuda no desenvolvimento da massa muscular, pois seu consumo mantém um nível de energia ao longo dia. Mas, lembre-se: todo alimento deve ser consumido com moderação.  Portanto, quando o assunto é alimentação balanceada e de qualidade, faz-se necessário a orientação de um nutricionista, porque só ele pode fazer uma avaliação de cada caso.


Arroz integral com palmito

Ingredientes

1/2 xícara (chá) de cebola

1 colher (sopa) de óleo

1/2 colher (sopa) de sal

1 xícara (chá) de arroz integral

3 xícaras (chá) de água

3 pedaços de palmito

2 bolas médias de mussarela de búfala

3 fundos de alcachofra

50 g de tomate seco

1 colher (sopa) de azeite de oliva extravirgem

1 colher (sopa) de ervas finas

1 pitada de açafrão em pó

 Como preparar

Frite a cebola picada em fogo alto com o sal por cinco minutos. Adicione o arroz e mexa. Leve a água ao fogo até começar a ferver. Despeje-a sobre o arroz e reduza o fogo para baixo. Tampe e cozinhe, sem mexer, por 35 minutos ou até o arroz ficar macio. Corte o palmito e a mussarela em rodelas e a alcachofra e o tomate seco em pedaços. Numa panela, aqueça o azeite. Junte o tomate, a mussarela, o palmito, a alcachofra e as ervas. Mexa por um minuto. Adicione o açafrão e misture. Despeje sobre o arroz, misture e sirva.


Arroz doce integral

Ingredientes

1 xícara (chá) de arroz integral

2 e ½ xícaras (chá) de água

2 xícaras (chá) de leite integral

6 colheres (sopa) de leite em pó

1 e ¼ xícara (chá) de açúcar mascavo

1 pau de canela e cravos-da-índia (opcional)

Como preparar

Em uma panela de pressão, coloque o arroz integral, a água, o pau de canela e os cravos-da-índia. Leve ao fogo alto até iniciar a pressão. Neste momento, abaixe o fogo e deixe cozinhar por 20 minutos. Quando acabar o tempo de cozimento, desligue o fogo e espere a pressão sair naturalmente.

Abra a panela e acrescente o restante dos ingredientes já misturados. Cozinhe em fogo brando, sem tampar, mexendo de vez em quando, por cerca de 20 minutos, ou até obter uma consistência cremosa. Sirva na sequência. Sugestão: Sirva o doce dentro da casca do coco e salpique coco ralado por cima.


Por Daiana Paula Pereira de Araújo. Nutricionista do Extrabom, pós-  graduada em Gestão de Alimentos e Alimentação Coletiva.